Associação 289 O que começou por ser apenas a procura por um novo espaço de trabalho, rapidamente cresceu para a criação de uma associação. A 289 nasceu da vontade de um grupo de artistas visuais, residentes no Algarve, de encontrar um espaço onde pudessem desenvolver o seu trabalho, mas o que começou por ser um grupo de apenas 3 ou 4 pessoas, rapidamente foi crescendo, consolidando cada vez mais a ideia de criar uma associação. O passo seguinte foi a procura de um espaço que pudesse servir as suas necessidades e que permitisse a criação de ateliers de trabalho. Foi aí que surgiu a possibilidade de ocupar a antiga sede da Associação de Comandos, nas Pontes de Marchil em Faro, um edifício centenário que se encontrava devoluto e abandonado. Mas a enorme potencialidade deste espaço fez com que, desde logo, se começasse a pensar em diferentes formas de o dinamizar, com actividades culturais como workshops, exposições, tertúlias e até mesmo concertos e mostras de cinema. A Associação 289 conta actualmente com 12 artistas residentes, empenhados em potenciar as artes visuais na região e em mostrar que há trabalho e artistas de qualidade no Algarve. Sendo a promoção das artes visuais um dos principais focos da 289, é um objectivo futuro estabelecer e manter protocolos e parcerias com associações e outras organizações de natureza cultural, nacionais e internacionais.